domingo, 4 de outubro de 2009

............................................................................

TEMPOS DIFÍCEIS, LEMBRANÇAS BOAS...
Hoje é domingo...
E nada como um dia desses, prá que a gente possa descansar de toda a correria da semana que passou e preparar o espírito para a semana que está iniciando.
Posso acordar mais tarde, bem mais tarde...tipo assim, meio-dia, legal né?
Almoço improvisado ou comprar pronto. Longas horas assistindo televisão ou vendo um filme, um não, uns...é, muito bom, relaxante...
e a tarde uma voltinha naquela praça mais próxima de casa, prá saborear um "tacacaquizinho" que só aqui no Pará tem e papear...
Amo o domingo! Principalmente pq ,no domingo de hoje estou com visitas em casa. Uma amiga e a namorada do meu filho. A casa ficou agitada, alegre e muita conversa rolou...relembrando velhos tempos...tempos que essas amigas como a Tânia e a Ucha(blogdaucha.blogspot.com) nem eram nascidas.Como os tempos mudaram...e elas poderam observar que tudo é mais fácil hoje. Que na minha época de adolescente, namorar era quase que impossível...agarrar então, nossa, só na imaginação e torcer para que nossos pais se distraísssem para então aquela fugidinha funcionar..rsrsrsr, aiaiai,...tempos velhos e difíceis. Roupas não escolhíamos, aceitávamos. Eram muitas regrasm, exigências e muito cuidado. Os namoros eram vigiados e com muito respeito.
Mas foram tempos bons também...tempos dos desfiles nas escolas. Èramos praticamente obrigados a desfilar no dia 7 e setembro. Amava!Todos de verde e amarelo. Hoje isso quase não acontece e quando acontece, é muito rápido e simples, sem muitos apetrechos ou entusiasmo.
Lembro também das brincadeiras de bonecas e de cozinha com as amiguinhas...Hoje, bonecas é muito raro. As meninas crescem depressa demais e logo logo estão namorando. Os meninos então nem se fala...As brincadeiras de rua, a noite eram maravilhosas...Brincávamos de pula pula, bole bole, pega pega e enquanto isso nossos pais ficavam sentados na porta de casa gargalhando até cansar....Hoje, o que se ouve são latidos de cachorros, sirenes de polícia ou ambulância e dependendo do lugar, tiros disparados. As famosas "balas perdidas". È, os tempos mudaram..Nossas casas são as prisões e o perigo anda livremente em nosso meio, simplesmente....melhor ficar dentro de casa mesmo...curtir o domingo com os amigos e parentes e preparar para mais uma semana de correria.
Tudo isso faz parte, logo logo, chega o domingo novamente...
Eu amo o domingo!
Saudades desdes difíceis mas bons tempos...

Um comentário:

Ucha disse...

amo ovir essas histórias da geração antes da minha, descobrimos que a vida era mais bonita apesar de tudo

ELE É A TUA FORÇA BEM PRESENTE!!!

ELE É A TUA FORÇA BEM PRESENTE!!!

Eu e meus desabafos...

Hummm...Fofoca é uma arma muito perigosa..que aniquila qualquer grupo por mais que este esteja bem ajustado. Vem como quem não quer nada , como uma ventania, derrubando tudo e espalhando por todos os lados as poeiras da confusão.
NiNguém está livre de fofoca...o menbro usado é a língua..esta sim, qdo não abençoa, amaldiçoa...
As pessoas devem estar antenadas para este ataque...Vem devagar e a pessoa usada para isso tem um dom, uma especialidade fora de sério!E é tão convincente que engana qualquer um...
Eu mesma já fui vítima de inúmeras fofocas e confesso que já fofoquei bastante...mas veja bem, qdo percebi o mal e o estrago que é feito e que prá consertar as vezes é impossível e deixa sequelas...Percebi que deveria me afastar de pessoas com esse dom, pq elas influenciam vc de uma maneira, que qdo percebe, já era!Fiquei mais atenta e escolhi com quem e o que devo comentar...Estou de olhos abertos e de prontidão...para não cair mais nessa cilada...
E um aviso aos fofoqueiros de plantão :TÔ FORA!!!GOSTA DE FOFOCA?ME ESQUECE,OK????


Irmãs...

Ah gentê...As vezes fico um pouco tristinha por ter tantas irmãs e sermos tão distante...Gostaria muito de poder reunir fins de semana todos para almoço com direito a gargalhadas...natal com mesa cercada por todos...mas não é assim...Bom, eu tenho esperanças de que um dia td será diferente...Afinal, somos sangue do mesmo sangue, do mesmo ventre..somos diferentes E SOMOS TODAS IGUAIS!!!!
A VIDRAÇA
Um casal, recém-casados, mudou-se para um bairro muito tranqüilo.
Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a mulher, através da janela de sua cozinha, reparou em uma vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido: Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
O marido observou calado.
Três dias depois, também durante o café da manhã, a vizinha pendurava lençóis no varal e novamente a mulher comentou com o marido: Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos! Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
E assim, a cada três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal.
Passado um mês a mulher se surpreendeu ao acordar e ver os lençóis muito brancos sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao marido: Veja, ela aprendeu a lavar as roupas, será que a outra vizinha a deu sabão? Porque eu não fiz nada.
O marido calmamente a respondeu: Não, hoje eu levantei mais cedo e lavei a vidraça da nossa janela!
E assim é. Tudo depende da janela, através da qual observamos os fatos. Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir; verifique seus próprios defeitos e limitações. Devemos olhar, antes de tudo, para nossa própria casa, para dentro de nós mesmos. Limpar a nossa própria vidraça antes de comentar a vida alheia.
E você?
Já limpou a sua vidraça?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...