segunda-feira, 12 de julho de 2010

Perseverar na oração

Uma vida consiste de oração, exige perseverança. Temos de arranjar tempo, manter o foco e comprometer-nos a não permitir um intervalo muito grande entre cada oração. Não devemos desanimar quando as orações parecem não ser respondidas. Deus é nosso amigo e está aí prá nos ajudar.
E a amizade com Deus cresce , na medida que nós nos aproximamos dele , e passamos a viver na sua dependência.O nosso eu, as vezes exagerado, nos atrapalha. Queremos ser super homens, ou super mulheres, que resolvem tudo, sem precisar do auxílio do alto! Só que a nossa fragilidade nos revela: precisamos de Deus ! Ele já está em nós, somos habitados por Deus. Nós, é que precisamos buscá-lo, no íntimo do nosso coração, e saborear a sua presença.
A nossa alma precisa de Deus,tanto quanto, o nosso corpo precisa de alimento para viver. Sem Ele, nada podemos, nele nos movemos, nele existimos. Perseverar em oração significa torná-la constante e consistente na vida. É desenvolver um sentido de reverência e quietude diante de Deus. È reservar um tempinho para estar na presença do Senhor e pedir sua direção, em vez de decidir apressadamente, sem pensar. Eu mesma sou prova disso. Pois tudo aquilo que entreguei a Deus, que quieta esperei confiante, conquistei! Glória a Deus por isso! Pois perseverar é buscar o propósito de Deus para nossa vida, em vez de apenas reagir as circunstancias. è persistir ainda que as respostas não venham.Quando somos fiéis na oração e mantemos esse diálogo com nosso Pai Celestial, estabelecemos intimidade com Ele. Só isso já é razão suficiente para sermos perseverantes na oração.
Não vamos ficar ansiosos por qualquer situação que seja. Não vamos perder o sono por algo que pode ou não acontecer amanhã. Vamos dobrar os joelhos, conversar com Deus, entregar nossos anseios, dúvidas, medos e dificuldades em suas mãos. È simples... é só perseverar na oração.Que
Deus o abençoe!

2 comentários:

Cia. De Teatro Atemporal disse...

Oi, Dethe!

Tem SELINHO pra você no Blog da Cia. De Teatro Atemporal!

Não deixe de pegar!

Receba o carinho de nossa companhia!

Clemente.

Cia. De Teatro Atemporal.

Márcia Luz disse...

Blog maravilhoso! Amei essas borboletinhas esvoaçantes!

ELE É A TUA FORÇA BEM PRESENTE!!!

ELE É A TUA FORÇA BEM PRESENTE!!!

Eu e meus desabafos...

Hummm...Fofoca é uma arma muito perigosa..que aniquila qualquer grupo por mais que este esteja bem ajustado. Vem como quem não quer nada , como uma ventania, derrubando tudo e espalhando por todos os lados as poeiras da confusão.
NiNguém está livre de fofoca...o menbro usado é a língua..esta sim, qdo não abençoa, amaldiçoa...
As pessoas devem estar antenadas para este ataque...Vem devagar e a pessoa usada para isso tem um dom, uma especialidade fora de sério!E é tão convincente que engana qualquer um...
Eu mesma já fui vítima de inúmeras fofocas e confesso que já fofoquei bastante...mas veja bem, qdo percebi o mal e o estrago que é feito e que prá consertar as vezes é impossível e deixa sequelas...Percebi que deveria me afastar de pessoas com esse dom, pq elas influenciam vc de uma maneira, que qdo percebe, já era!Fiquei mais atenta e escolhi com quem e o que devo comentar...Estou de olhos abertos e de prontidão...para não cair mais nessa cilada...
E um aviso aos fofoqueiros de plantão :TÔ FORA!!!GOSTA DE FOFOCA?ME ESQUECE,OK????


Irmãs...

Ah gentê...As vezes fico um pouco tristinha por ter tantas irmãs e sermos tão distante...Gostaria muito de poder reunir fins de semana todos para almoço com direito a gargalhadas...natal com mesa cercada por todos...mas não é assim...Bom, eu tenho esperanças de que um dia td será diferente...Afinal, somos sangue do mesmo sangue, do mesmo ventre..somos diferentes E SOMOS TODAS IGUAIS!!!!
A VIDRAÇA
Um casal, recém-casados, mudou-se para um bairro muito tranqüilo.
Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a mulher, através da janela de sua cozinha, reparou em uma vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido: Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
O marido observou calado.
Três dias depois, também durante o café da manhã, a vizinha pendurava lençóis no varal e novamente a mulher comentou com o marido: Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos! Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
E assim, a cada três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal.
Passado um mês a mulher se surpreendeu ao acordar e ver os lençóis muito brancos sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao marido: Veja, ela aprendeu a lavar as roupas, será que a outra vizinha a deu sabão? Porque eu não fiz nada.
O marido calmamente a respondeu: Não, hoje eu levantei mais cedo e lavei a vidraça da nossa janela!
E assim é. Tudo depende da janela, através da qual observamos os fatos. Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir; verifique seus próprios defeitos e limitações. Devemos olhar, antes de tudo, para nossa própria casa, para dentro de nós mesmos. Limpar a nossa própria vidraça antes de comentar a vida alheia.
E você?
Já limpou a sua vidraça?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...