terça-feira, 15 de setembro de 2009

Reflexão...

O Muro
Autoria desconhecida
Dizem que uma vez um homem estava sendo perseguido por vários malfeitores que queriam matá-lo. O homem correndo virou em uma atalho que saia da estrada e entrava pelo meio do mato. Os malfeitores se puseram a procurálo em atalhos anteriores da estrada. Em desespero o homem elevou uma prece à Deus da seguinte maneira:- Deus todo-poderoso, fazei com que dois Anjos venham do céu e tapem a entrada da trilha para que os bandidos não me matem.Neste momento escutou que os homens se aproximavam da trilha onde ele se escondia, e viu que na entrada da trilha apareceu uma minúscula aranha. A aranha começou a tecer uma teia na entrada da trilha. O homem se pôs a fazer outra oração, desta vêz mais angustiado ainda: - Senhor , eu vos pedí Anjos, não uma aranha. - E continuou: - Senhor, por favor, com tua mão poderosa coloca um muro forte na entrada desta trilha para que os homens não possam entrar e me matar!Abriu os olhos esperando ver o muro tapando a entrada, e viu apenas a aranha tecendo a teia. Estavam os malfeitores entrando na trilha anterior da qual se encontrava o homem, e este parou apenas esperando a morte. Quando os malfeitores passaram em frente a entrada da trilha na qual se encontrava o homem, a pequena aranha já havia tapado toda a entrada da trilha, então se escutou este diálogo:- Primeiro homem: Vamos, entremos nesta trilha.- Segundo homem: Não. Não está vendo que tem teias de aranha? Nada tem entrado aqui por um longo tempo. Continuemos procurando nas próximas trilhas.

"A fé é crer no que não se vê. É perseverar diante do impossível."
Existe uma frase muito linda que diz: "Se pedes à Deus uma árvore, ele te dará em forma de semente."
Pedimos coisas que diante de nossa perspectiva humana são o que necessitamos, mas Deus nos dá aquelas com as quais nos mostra com Sinais muito sublímes, que Ele pode fazer muito mais por nós. Como nesta leitura, às vezes pedimos muros para estarmos seguros, Mas não teria nenhum mérito, pois saberíamos e teríamos a certeza de Estarmos protegidos, mas Deus nos pede mais confiança n'Ele, para deixar Que sua Glória se manifeste e faça algo como uma teia que nos dá a mesma Proteção de uma muralha.

Nenhum comentário:

ELE É A TUA FORÇA BEM PRESENTE!!!

ELE É A TUA FORÇA BEM PRESENTE!!!

Eu e meus desabafos...

Hummm...Fofoca é uma arma muito perigosa..que aniquila qualquer grupo por mais que este esteja bem ajustado. Vem como quem não quer nada , como uma ventania, derrubando tudo e espalhando por todos os lados as poeiras da confusão.
NiNguém está livre de fofoca...o menbro usado é a língua..esta sim, qdo não abençoa, amaldiçoa...
As pessoas devem estar antenadas para este ataque...Vem devagar e a pessoa usada para isso tem um dom, uma especialidade fora de sério!E é tão convincente que engana qualquer um...
Eu mesma já fui vítima de inúmeras fofocas e confesso que já fofoquei bastante...mas veja bem, qdo percebi o mal e o estrago que é feito e que prá consertar as vezes é impossível e deixa sequelas...Percebi que deveria me afastar de pessoas com esse dom, pq elas influenciam vc de uma maneira, que qdo percebe, já era!Fiquei mais atenta e escolhi com quem e o que devo comentar...Estou de olhos abertos e de prontidão...para não cair mais nessa cilada...
E um aviso aos fofoqueiros de plantão :TÔ FORA!!!GOSTA DE FOFOCA?ME ESQUECE,OK????


Irmãs...

Ah gentê...As vezes fico um pouco tristinha por ter tantas irmãs e sermos tão distante...Gostaria muito de poder reunir fins de semana todos para almoço com direito a gargalhadas...natal com mesa cercada por todos...mas não é assim...Bom, eu tenho esperanças de que um dia td será diferente...Afinal, somos sangue do mesmo sangue, do mesmo ventre..somos diferentes E SOMOS TODAS IGUAIS!!!!
A VIDRAÇA
Um casal, recém-casados, mudou-se para um bairro muito tranqüilo.
Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a mulher, através da janela de sua cozinha, reparou em uma vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido: Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
O marido observou calado.
Três dias depois, também durante o café da manhã, a vizinha pendurava lençóis no varal e novamente a mulher comentou com o marido: Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos! Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
E assim, a cada três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal.
Passado um mês a mulher se surpreendeu ao acordar e ver os lençóis muito brancos sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao marido: Veja, ela aprendeu a lavar as roupas, será que a outra vizinha a deu sabão? Porque eu não fiz nada.
O marido calmamente a respondeu: Não, hoje eu levantei mais cedo e lavei a vidraça da nossa janela!
E assim é. Tudo depende da janela, através da qual observamos os fatos. Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir; verifique seus próprios defeitos e limitações. Devemos olhar, antes de tudo, para nossa própria casa, para dentro de nós mesmos. Limpar a nossa própria vidraça antes de comentar a vida alheia.
E você?
Já limpou a sua vidraça?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...