sexta-feira, 30 de abril de 2010

O VALOR DE UM ELOGIO

Terapeutas que trabalham com famílias divulgaram uma recente pesquisa onde se nota que os membros das famílias brasileiras estão cada vez mais frios:

- não existem mais carinhos;

- não valorizam mais as qualidades;

- só se ouvem críticas;


As pessoas estão cada vez mais intolerantes e se desgastam valorizando os defeitos uns dos outros.

Por isso, os relacionamentos de hoje não duram.

A ausência de elogio está cada vez mais presente nas famílias. Não vemos mais homens elogiando suas mulheres ou vice-versa. Não vemos chefes elogiando o trabalho de seus subordinados, não vemos mais pais e filhos se elogiando. O que vemos muito são pessoas fúteis valorizando artistas, cantores, pessoas que usam a imagem para ganhar dinheiro.

Essa ausência de elogio tem afetado muitas famílias. A falta de diálogo em seus lares mais o sucesso do orgulho impedem que as pessoas digam o que sentem. Assim caam levando essa carência para dentro dos consultórios, fracassam em seus casamentos e acabam procurando em outras pessoas o que não encontram dentro de casa...

Vamos começar a valorizar nossas famílias, amigos, suordinados.

Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude do filho, o penteado da esposa, o sorriso do marido, a ética, a beleza de nossos parceiros ou parceiras, o comportmaneto de nossos filhos.

As pessoas gostam de serem reconhecidas e valorizadas. Vivemos em uma sociedade onde um precisa do outro. É imossível vivermos em solidão com tanta gente ao nosso redor. E os elogios são motivação na vida de qualquer pessoa.

Na verdade, todos murchamos pouco a pouco quando não somos reconhecidos, afagados, elogiados...Ninguém é tão forte assim que possa dispensar o reforço positivo que nos dão as pessoas queridas quando reconhecem nossas qualidades ou nossos esforços em sermos melhores.

O Elogio sincero faz bem a todas as pessoas, desde criança ao mais velho. Além do mais, elgiar é e sempre será uma atitude mais simpática do que criticar.

Queres ser mais simpático? Elogie!

Queres desagradar? Critique!


Quantas pessoas você poderá fazer feliz hoje elogiando de alguma forma?

Você também gosta de um elogio, não gosta?

Então...Pense nisso!!!

Nenhum comentário:

ELE É A TUA FORÇA BEM PRESENTE!!!

ELE É A TUA FORÇA BEM PRESENTE!!!

Eu e meus desabafos...

Hummm...Fofoca é uma arma muito perigosa..que aniquila qualquer grupo por mais que este esteja bem ajustado. Vem como quem não quer nada , como uma ventania, derrubando tudo e espalhando por todos os lados as poeiras da confusão.
NiNguém está livre de fofoca...o menbro usado é a língua..esta sim, qdo não abençoa, amaldiçoa...
As pessoas devem estar antenadas para este ataque...Vem devagar e a pessoa usada para isso tem um dom, uma especialidade fora de sério!E é tão convincente que engana qualquer um...
Eu mesma já fui vítima de inúmeras fofocas e confesso que já fofoquei bastante...mas veja bem, qdo percebi o mal e o estrago que é feito e que prá consertar as vezes é impossível e deixa sequelas...Percebi que deveria me afastar de pessoas com esse dom, pq elas influenciam vc de uma maneira, que qdo percebe, já era!Fiquei mais atenta e escolhi com quem e o que devo comentar...Estou de olhos abertos e de prontidão...para não cair mais nessa cilada...
E um aviso aos fofoqueiros de plantão :TÔ FORA!!!GOSTA DE FOFOCA?ME ESQUECE,OK????


Irmãs...

Ah gentê...As vezes fico um pouco tristinha por ter tantas irmãs e sermos tão distante...Gostaria muito de poder reunir fins de semana todos para almoço com direito a gargalhadas...natal com mesa cercada por todos...mas não é assim...Bom, eu tenho esperanças de que um dia td será diferente...Afinal, somos sangue do mesmo sangue, do mesmo ventre..somos diferentes E SOMOS TODAS IGUAIS!!!!
A VIDRAÇA
Um casal, recém-casados, mudou-se para um bairro muito tranqüilo.
Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a mulher, através da janela de sua cozinha, reparou em uma vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido: Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
O marido observou calado.
Três dias depois, também durante o café da manhã, a vizinha pendurava lençóis no varal e novamente a mulher comentou com o marido: Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos! Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
E assim, a cada três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal.
Passado um mês a mulher se surpreendeu ao acordar e ver os lençóis muito brancos sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao marido: Veja, ela aprendeu a lavar as roupas, será que a outra vizinha a deu sabão? Porque eu não fiz nada.
O marido calmamente a respondeu: Não, hoje eu levantei mais cedo e lavei a vidraça da nossa janela!
E assim é. Tudo depende da janela, através da qual observamos os fatos. Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir; verifique seus próprios defeitos e limitações. Devemos olhar, antes de tudo, para nossa própria casa, para dentro de nós mesmos. Limpar a nossa própria vidraça antes de comentar a vida alheia.
E você?
Já limpou a sua vidraça?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...