quinta-feira, 6 de maio de 2010

AMAR O PRÓXIMO


Na reunião da Igreja ontem a noite...O Pastor pregou sobre uma passagem da bíblia que muito falou comigo e é o que acontece muito hoje em dia.
Gostei tanto, fiquei refletindo e resolvi postar sobre A cura de um paralítico de Betesda.
Em João5:2 a 9
- “ Ora, em Jerusalém há, próximo á Porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu de Betesda, o qual tem cinco alpendres. Nestes jazia grande multidão de enfermos:cegos, coxos e paralíticos, esperando o movimento das águas. Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse. E estava ali um honmem que, havia trinto e oito anos, se achava enfermo. E Jesus vendo este deitado e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? O enfermos respondeu-lhe:Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada me coloque no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma a tua cama e anda, e partiu.” Glória a Deus!
Bom, o que o pastor pregou me deixou muito comovida e consciente de que temos que cada vez mais atentar para a palavra de Deus. Lá em Betesda, tinha milagres, tinha anjos, tinha cura, mas...não tinha amor.Amor ao próximo. Amor em ajudar, estender as mãos... Aquele homem só estava ali há trinta e oito anos, porque ninguém se importou com a sua situação. Ninguém estendeu os braços para ajudá-lo a descer o tanque e receber a cura. Passavam por ele sem dar à mínima. E quando ele tentava, outros atravessam em sua frente e o deixavam prá trás. Que coisa triste...
Qual o significado do amor?
Segundo o dicionário Aurélio: “Afeição viva por alguém ou por alguma coisa: o amor a Deus, ao próximo, à pátria, à liberdade; Sentimento apaixonado por pessoa do outro sexo: as mulheres inspiram amor; Inclinação ditada pelas leis da natureza: amor materno, filial; zelo, dedicação: trabalhar com amor; “
Eu vejo o amor ao próximo como um dos fundamentos das nossas vidas afinal o que seria as nossas vidas sem os relacionamentos, e o que seria os relacionamentos sem amor?
E isso acontece muito hoje em dia...a falta de amor ao próximo.Ao desconhecido e aos nossos irmãos. Quando falo de nossos irmãos, falo das pessoas da nossa (sua) igreja, as pessoas que junto com você ou comigo fazem parte do corpo de Cristo, amar aquele cara que você não concorda com suas idéias e opiniões, aquele líder de seu ministério que mesmo que você não concorde com muitas coisas nele, deve ser amado, seu Pastor, que pode ser sem sabedoria ou não, que pode ser grosso no agir/falar ou não, aquele zelador chato que te enche o saco quando você entra no templo fora dos horários de culto, se procurar dentro das nossas igrejas, está cheio de pessoas falhas e que divergem muito a sua opinião com a nossa, mas o que temos como dever, é amá-las. Mesmo não concordando, devemos amá-las.
Apesar do amor para com o irmão ser algo que precisamos melhorar bastante, onde realmente falhamos em amar é com o “desconhecido”, que na verdade, é até conhecido, dependendo da situação. Como cristãos, esquecemos de demonstrar amor as pessoas que encontramos no nosso dia-a-dia: Aquela moça que limpa o chão do supermercado, a moça do caixa da padaria, o caixa do banco, aquele velho amigo de escola que não temos mais contato e só cumprimentamos seu chefe que não é agradável contigo e você faz o mesmo com ele, e por aí vai. Meu amado, essas são situações com pessoas que estão sempre no nosso dia-a-dia e que precisam apenas conversar. Agora não podemos nos esquecer daquele mendigo no semáforo que mais temos medo do que amor, perto da rodoviária, do banco, da igreja, que passamos despercebidos sendo que às vezes ele nem precisa conversar apenas comer, ou ter onde dormir. E o que nós fazemos diante disso? Nada.
A falta do estender as mãos, do ajudar... Do olhar para o lado e vê quem precisa de você. Não sejamos egoístas, nem durões. Amemos uns aos outros, como Jesus nos amou. Como queremos pregar o evangelho e fazer a diferença se agimos como o mundo age? Vamos então começar a avaliar a nossa capacidade de amar. Será que amamos somente aqueles que nos amam? Será que, primeiro, fazemos uma avaliação de quem está merecendo o nosso amor e depois amamos? Será que fazemos uma conta de somar e, a cada vez que damos algo, esperamos algo em troca. Vamos mudar isso? Vamos transformar o ódio em amor, a raiva em compaixão, o sentimento de vingança em perdão. E poderemos, então, amar o próximo como a nós mesmos. Isso é um mandamento bíblico.
Vamos colocar como meta amar o próximo, se queremos ser pessoas melhores, felizes. O amor ao próximo leva-nos a amarmo-nos sem egoísmo e sem ilusões; leva-nos a amar a Deus e suas leis, trazendo-nos a paz interior, porque então, estaremos sempre rodeados de amigos, de pessoas a quem desejamos tudo o que queremos para nós. E só assim, vamos nos transformando em melhores esposas, melhores pais, melhores filhos, melhores vizinhos, amigos, irmãos e melhores cidadãos!
Então, corra, ame sem medida! Ajude, estenda a sua mão e ame!!Ame, para que sejais amados!
“...ainda que eu falasse a língua dos anjos e a dos homens, se eu não tivesse o amor nada seria...”I Coríntios – 13.

Nenhum comentário:

ELE É A TUA FORÇA BEM PRESENTE!!!

ELE É A TUA FORÇA BEM PRESENTE!!!

Eu e meus desabafos...

Hummm...Fofoca é uma arma muito perigosa..que aniquila qualquer grupo por mais que este esteja bem ajustado. Vem como quem não quer nada , como uma ventania, derrubando tudo e espalhando por todos os lados as poeiras da confusão.
NiNguém está livre de fofoca...o menbro usado é a língua..esta sim, qdo não abençoa, amaldiçoa...
As pessoas devem estar antenadas para este ataque...Vem devagar e a pessoa usada para isso tem um dom, uma especialidade fora de sério!E é tão convincente que engana qualquer um...
Eu mesma já fui vítima de inúmeras fofocas e confesso que já fofoquei bastante...mas veja bem, qdo percebi o mal e o estrago que é feito e que prá consertar as vezes é impossível e deixa sequelas...Percebi que deveria me afastar de pessoas com esse dom, pq elas influenciam vc de uma maneira, que qdo percebe, já era!Fiquei mais atenta e escolhi com quem e o que devo comentar...Estou de olhos abertos e de prontidão...para não cair mais nessa cilada...
E um aviso aos fofoqueiros de plantão :TÔ FORA!!!GOSTA DE FOFOCA?ME ESQUECE,OK????


Irmãs...

Ah gentê...As vezes fico um pouco tristinha por ter tantas irmãs e sermos tão distante...Gostaria muito de poder reunir fins de semana todos para almoço com direito a gargalhadas...natal com mesa cercada por todos...mas não é assim...Bom, eu tenho esperanças de que um dia td será diferente...Afinal, somos sangue do mesmo sangue, do mesmo ventre..somos diferentes E SOMOS TODAS IGUAIS!!!!
A VIDRAÇA
Um casal, recém-casados, mudou-se para um bairro muito tranqüilo.
Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a mulher, através da janela de sua cozinha, reparou em uma vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido: Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
O marido observou calado.
Três dias depois, também durante o café da manhã, a vizinha pendurava lençóis no varal e novamente a mulher comentou com o marido: Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos! Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
E assim, a cada três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal.
Passado um mês a mulher se surpreendeu ao acordar e ver os lençóis muito brancos sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao marido: Veja, ela aprendeu a lavar as roupas, será que a outra vizinha a deu sabão? Porque eu não fiz nada.
O marido calmamente a respondeu: Não, hoje eu levantei mais cedo e lavei a vidraça da nossa janela!
E assim é. Tudo depende da janela, através da qual observamos os fatos. Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir; verifique seus próprios defeitos e limitações. Devemos olhar, antes de tudo, para nossa própria casa, para dentro de nós mesmos. Limpar a nossa própria vidraça antes de comentar a vida alheia.
E você?
Já limpou a sua vidraça?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...